Sexta-feira, Maio 20, 2022

Mundo

Criar um ciclo quebrando o ciclo

Pedro Cativelos, Director Executivo da Media4Development

Crescer votando

Ricardo David Lopes, Prémio

Fake news, una amenaza real

Belén Rodrigo, Prémio

Eleições em França: ‘Faites vos Jeux’

As eleições presidenciais francesas são geralmente férteis em surpresas, definindo-se apenas na segunda volta. O escrutínio de Abril, com Emmanuel Macron a recandidatar-se a um novo mandato no Palácio do Eliseu, não será diferente, como bem explica uma análise da Bloomberg que aqui citamos. Inicialmente, pensou-se que este escrutínio seria um ‘deja vu’ de 2017, quando Macron venceu sem dificuldade a nacionalista de extrema-direita Marine Le Pen, segurando o centro com o seu novo partido, En Marche! Mas o aparecimento de candidatos adicionais à direita tornou a corrida mais complicada. A campanha promete.

A Alemanha depois de Merkel

Não vale a pena esperar grandes mudanças do novo governo alemão. As palavras de ordem continuam a ser racionalismo e sobriedade, que se traduzem na prioridade ao comércio.

Três países com mudanças no horizonte

Colômbia, Costa Rica e Brasil elegem neste ano os seus Presidentes da República, sendo que nos dois primeiros casos nenhum dos actuais é recandidato, por terem atingido o limite de mandatos. No Brasil, o embate Bolsonaro-Lula promete uma corrida animada ao Palácio do Planalto. Em comum: a crise económica, da qual, entretanto, parecem estar a sair.

“As reformas económicas vão continuar”

Entrevista a Manuel Nunes Júnior, Ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola
É um dos rostos das reformas estruturais que Angola tem implementado desde a tomada de posse do Executivo de João Lourenço, em 2017, intensificadas com o programa de financiamento do Fundo Monetário Internacional (FMI), e um defensor incondicional do papel dos privados no crescimento e desenvolvimento da economia. Manuel Nunes Júnior elenca os ganhos destes quatro anos e garante que a saída do FMI não vai refrear o espírito reformista do Executivo, que se mantém focado em continuar a criar condições para atrair investimento para os sectores produtivos da economia, mais emprego e mais concorrência. No seio do Executivo, assegura, há “uma nova postura de governação”, sem vedetismos. “Há apenas jogadores, alinhados para a equipa principal e que têm de mostrar em campo o que valem”

“A minha ambição é continuar a ser um jardineiro da Liberdade”

Entrevista a Jorge Carlos Fonseca, Ex-Presidente da República de Cabo Verde
Após 10 anos ao serviço do povo cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca disse adeus, em Novembro do ano passado, a dois mandatos cumpridos “com muita paixão e dedicação”. Segundo o antigo presidente do país lusófono, o balanço desta década foi bastante positivo e considera ter contribuído activamente para a defesa da liberdade no país, considerado um exemplo de democracia em África. Ainda assim, e agora enquanto cidadão, vai continuar a lutar para uma mais forte “cultura de liberdade”.

O “novo petróleo” que ajoelha a África do Sul

António Mateus, Jornalista

Artigos recentes | Recent articles

“Sem o esforço dos privados, o Estado Português não teria conseguido fazer frente à pandemia”

Em entrevista à PRÉMIO, José Germano de Sousa, patologista clínico e presidente do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, falou-nos do seu percurso enquanto médico, passando pelo cargo de Bastonário e do crescimento da sua rede de laboratórios, que se posicionam em termos de análises na área da patologia clínica como o principal ‘player’ nacional do sector, sendo actualmente responsáveis por cerca de 15 a 16% dos testes Covid que se realizam em Portugal.

Tal&Qual: ponto final, parágrafo…

José Paulo Fernandes Fafe, Antigo jornalista, accionista maioritário da empresa proprietária do "Tal&Qual"

“Honne to Tatemae”

Sónia Ito, Arqueóloga e Professora
- Advertisement -