Domingo, Agosto 1, 2021

Sociedade

Portugal e a sorte do melhor dos piores

Selecção nacional terminou em 3º na fase de grupos. Em 2016, o posto deu o título europeu. Cinco anos depois, no Euro2020, a nº1 mundial e 100% vitoriosa da fase de grupos, a Bélgica aparece no caminho no mata-mata, a Itália mostra-se bela, a Espanha ainda não encantou, os Países-Baixos somam vitórias e golos, a Inglaterra tem encontro marcado com a Alemanha nos oitavos e a França corre como favorita.

“Mães e filhos têm papel relevante na construção das sociedades actuais”

Entrevista a António Vitorino, Director-Geral da Organização Internacional das Migrações (OIM)
O Director-Geral da Organização internacional para as Migrações (OIM) está preocupado com o crescimento das redes de criminalidade transnacional na sequência do encerramento das fronteiras devido à pandemia Covid-19. Em entrevista à revista PRÉMIO, António Vitorino faz um apelo a todos os estados para que incluam os imigrantes nos planos nacionais de vacinação. E deixa o alerta sobre uma nova realidade que afecta as migrações e que tem a ver com as alterações climáticas. “Há cada vez mais pessoas a viverem deslocadas internamente dentro dos seus países, muito devido às alterações climáticas”, afirma.

Euro2020: Campeão europeu à conquista da Europa

26 jogadores, 11 repetentes do título europeu em 2016, uma estreia, Pedro Gonçalves, duas cidades, Budapeste e Munique, dois países na fase de grupos, Hungria e Alemanha e dois velhos conhecidos, França e Alemanha. Portugal e Fernando Santos, campeões europeus em título, partem à conquista do Euro 2020. A prova, um ano depois do previsto devido à pandemia, decorre em 11 cidades de 11 países, de 11 de Junho a 11 de Julho. Pontapé de saída em Roma e fim em Londres. Público nos estádios entre os 25% e a lotação esgotada.

Ser baixinho

Nuno Galvão Teles, Managing Partner da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados

Da Primavera Árabe ao Outono Ocidental

João Vieira de Almeida, Managing Partner na VdA-Vieira de Almeida

75 anos a fazer a diferença

Beatriz Imperatori, Diretora executiva da UNICEF Portugal

The Vaccine Revolution

This article was originally published in the May/June 2021 issue of Foreign Affairs Magazine and on ForeignAffairs.com.

Practice What You Preach

This article was originally published in the May/June 2021 issue of Foreign Affairs Magazine and on ForeignAffairs.com

What history tells you about post-pandemic booms

People spend more, take more risks—and demand more of politicians
© The Economist Newspaper Limited, London, 25th April 2021

“É indispensável uma mudança de paradigma na maneira de encarar a velhice”

Entrevista a Manuel Lemos, Presidente da União das Misericórdias Portuguesas (UMP)
O modelo de apoio a idosos em vigor está desajustado. O perfil da sociedade portuguesa mudou muito. As pessoas têm expectativas diferentes em relação ao seu próprio envelhecimento, querem ficar em casa, mantendo a sua privacidade e tendem a dominar as tecnologias.

Artigos recentes | Recent articles

“Sem o esforço dos privados, o Estado Português não teria conseguido fazer frente à pandemia”

Em entrevista à PRÉMIO, José Germano de Sousa, patologista clínico e presidente do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, falou-nos do seu percurso enquanto médico, passando pelo cargo de Bastonário e do crescimento da sua rede de laboratórios, que se posicionam em termos de análises na área da patologia clínica como o principal ‘player’ nacional do sector, sendo actualmente responsáveis por cerca de 15 a 16% dos testes Covid que se realizam em Portugal.

“Honne to Tatemae”

Sónia Ito, Arqueóloga e Professora

A Corporate Governance no novo mundo multi-stakeholder: realidades e desafios

António Gomes Mota, Professor Catedrático da ISCTE Business School
- Advertisement -