Quarta-feira, Outubro 5, 2022

Sociedade

Momo. O museu na Lousã onde o circo deixou de ser itinerante para afirmar a sua história

Circo
Nos arredores da vila da Lousã, na antiga escola primária da Foz do Arouce, nasceu, em 2019, o Momo. Este museu do circo é o concretizar do sonho de um palhaço alemão, que se apaixonou por aquela região, e que, ao lado de uma atriz portuguesa, criou um espaço de vida e memória que procura dignificar as artes circenses – um património, para Detlef Schaff e Eva Cabral, muitas vezes, marginalizado. Palhaços, ilusionistas, malabaristas… aqui só não se recordam “os homens cinzentos.”

“O contacto com os artistas enriquece-me”

Fernando Figueiredo Ribeiro
Na passada década, aquilo que começou com um encanto inesperado saiu da esfera privada para dar origem à Colecção Figueiredo Ribeiro. São cerca de 2800 obras, representativas dos últimos 50 anos, que encontraram olhar público no Quartel da Arte Contemporânea de Abrantes.

O meu Fado

Joana Mortágua, Deputada do BE

Luanda, cidade de cultura

Angola
A capital angolana é rica em espaços culturais, para além das maravilhosas praias, da deliciosa gastronomia, e da mítica alegria e hospitalidade do seu povo. Há inúmeras opções para preencher a agenda em Luanda. Tome nota de um roteiro que promete tornar os seus dias na cidade ainda mais cheios. E, se tiver tempo, dê um salto às províncias.

O reconhecimento do Renascimento Português

Exposições
De 10 de Junho a 10 de Setembro, o Louvre acolhe 15 dos mais relevantes trabalhos da Renascença portuguesa, cedidos pelo Museu Nacional de Arte Antiga. “L’Age d’Or de la Renaissance Portugaise” é o título da exposição que presta homenagem a uma pintura que “merece ser conhecida” e que vai beneficiar da projecção de um dos museus mais visitados do mundo. A mostra está inserida na Temporada Cruzada Portugal-França.

“A arte é um sonho tornado realidade”

João Esteves de Oliveira
Ao longo de perto de duas décadas, deu a cara e o nome por uma galeria única: um espaço dedicado a trabalhos sobre papel. De apaixonado por arte, João Esteves de Oliveira descobriu-se coleccionador e ofereceu ao público a sua leitura como galerista. A Galeria Esteves de Oliveira pode ter fechado portas, mas a arte nunca vai deixar de ocupar os seus sonhos – nem o seu olhar.

Uma “viagem” pela ARCOlisboa

Mafalda Belfort Henriques, Consultora de Arte

O Feijão e o Sonho

Publicidade e Cultura
Edson Athaíde*, Publicitário

Para ler o artigo em inglês: clique aqui

O mundo museológico de Maputo

Moçambique
O peso dos museus na capital moçambicana não é propriamente o mesmo das grandes cidades europeias, onde tudo está registado há séculos. Contudo, para quem quer conhecer um pouco mais da história, das artes, da cultura, da fauna e da flora do país, recomenda-se vivamente.

Artigos recentes | Recent articles

“Sem o esforço dos privados, o Estado Português não teria conseguido fazer frente à pandemia”

Em entrevista à PRÉMIO, José Germano de Sousa, patologista clínico e presidente do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, falou-nos do seu percurso enquanto médico, passando pelo cargo de Bastonário e do crescimento da sua rede de laboratórios, que se posicionam em termos de análises na área da patologia clínica como o principal ‘player’ nacional do sector, sendo actualmente responsáveis por cerca de 15 a 16% dos testes Covid que se realizam em Portugal.

Tal&Qual: ponto final, parágrafo…

José Paulo Fernandes Fafe, Antigo jornalista, accionista maioritário da empresa proprietária do "Tal&Qual"

“Honne to Tatemae”

Sónia Ito, Arqueóloga e Professora
- Advertisement -