Sexta-feira, Maio 24, 2024

Angola

Um país na flor da idade

Nos últimos 20 anos Angola sofreu inúmeras transformações, desde a mais simples até à mais complexa. Realizou quatro eleições legislativas, participou pela primeira vez numa fase final de um campeonato do mundo, realizou o CAN e colocou um satélite em órbita.

Angola (cada vez) mais sustentável

Garantir a sustentabilidade dos resíduos sólidos é uma das metas de Angola nos próximos anos. Em causa está a necessidade de redução da produção de resíduos e a regulação da utilização de determinados produtos que prejudicam o ambiente.

“Angola tem planos muito ambiciosos para fazer das energias renováveis um sector cada vez mais competitivo”

Miguel Artacho, International Conference Director of Angola Oil and Gas 2022
Luanda acolheu, de 29 de Novembro a 1 de Dezembro passado, a 3.ª edição do Angola Oil&Gas (AOG2022), que juntou mais de 1000 delegados nacionais e internacionais e colocou Angola no mapa energético mundial durante três dias.

Sol já gera electricidade para mais de um milhão de angolanos

Angola tem dezenas de projectos de energias renováveis que visam descarbonizar a economia e levar electricidade verde a milhões de pessoas, evitando o consumo de energias fósseis e a emissão de muitos milhões de toneladas de gases poluentes para a atmosfera.

Luanda, cidade de cultura

Angola
A capital angolana é rica em espaços culturais, para além das maravilhosas praias, da deliciosa gastronomia, e da mítica alegria e hospitalidade do seu povo. Há inúmeras opções para preencher a agenda em Luanda. Tome nota de um roteiro que promete tornar os seus dias na cidade ainda mais cheios. E, se tiver tempo, dê um salto às províncias.

Aqui, a Arte e os Artistas estão num porto seguro

A ideia começou a germinar em 1991, por causa do desafio lançado por sete pintores angolanos que tinham, um ano antes, exposto obras suas, dando cores vivas ao 12.º aniversário da ENSA.

Crescer votando

Ricardo David Lopes, Prémio

“As reformas económicas vão continuar”

Entrevista a Manuel Nunes Júnior, Ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola
É um dos rostos das reformas estruturais que Angola tem implementado desde a tomada de posse do Executivo de João Lourenço, em 2017, intensificadas com o programa de financiamento do Fundo Monetário Internacional (FMI), e um defensor incondicional do papel dos privados no crescimento e desenvolvimento da economia. Manuel Nunes Júnior elenca os ganhos destes quatro anos e garante que a saída do FMI não vai refrear o espírito reformista do Executivo, que se mantém focado em continuar a criar condições para atrair investimento para os sectores produtivos da economia, mais emprego e mais concorrência. No seio do Executivo, assegura, há “uma nova postura de governação”, sem vedetismos. “Há apenas jogadores, alinhados para a equipa principal e que têm de mostrar em campo o que valem”

O melhor do que há-de vir

Ricardo David Lopes, Consultant Quando, pouco tempo após ter tomado posse como Presidente de Angola, João Lourenço surgiu nas redes sociais representado, em “memes” bem-humorados, como o “Exonerador Implacável”, na sequência do verdadeiro tsunami de demissões de dirigentes públicos que...

Artigos recentes | Recent articles

Um país na flor da idade

Nos últimos 20 anos Angola sofreu inúmeras transformações, desde a mais simples até à mais complexa. Realizou quatro eleições legislativas, participou pela primeira vez numa fase final de um campeonato do mundo, realizou o CAN e colocou um satélite em órbita.

David Cameron

David Cameron foi Primeiro-Ministro do Reino Unido entre 2010 e 2016, liderando o primeiro Governo de coligação britânico em quase 70 anos e, nas eleições gerais de 2015, formando o primeiro Governo de maioria conservadora no Reino Unido em mais de duas décadas.

Cameron chegou ao poder em 2010, num momento de crise económica e com um desafio fiscal sem precedentes. Sob a sua liderança, a economia do Reino Unido transformou-se. O défice foi reduzido em mais de dois terços, foram criadas um milhão de empresas e um número recorde de postos de trabalho, tornando-se a Grã-Bretanha a economia avançada com o crescimento mais rápido do mundo.

Conferências com chancela CV&A

Ao longo de duas décadas, a CV&A tem vindo a promover conferências de relevo e interesse nacional, com a presença de diversos ex-chefes de Estado e de Governo e dirigentes políticos de influência mundial.
- Advertisement -