Domingo, Fevereiro 25, 2024

Instituições

Aqui, a Arte e os Artistas estão num porto seguro

A ideia começou a germinar em 1991, por causa do desafio lançado por sete pintores angolanos que tinham, um ano antes, exposto obras suas, dando cores vivas ao 12.º aniversário da ENSA.

Partilhar Arte e Cultura com os portugueses

Arte e Cultura Partilham-se” é o ‘slogan’ do projecto novobanco Cultura que já está presente em todas as regiões do país, com destaque nas localidades do interior. Este projecto, com quatro anos de existência, teve como objectivo levar a Arte e a Cultura a todos os púbicos, através da integração do espólio de pintura do novobanco no circuito das exposições permanentes dos mais emblemáticos museus do país, ou mesmo na criação de raiz de espaços dedicados à arte contemporânea, como são os exemplos de Reguengos de Monsaraz ou da Guarda. Atualmente estão incorporadas 93 obras em 36 museus de 17 regiões.

Aquele quarteirão do Campo Grande

O que antigamente era conhecida como “Aquela esquina do Campo Grande”, como refere Jorge Silva Melo num texto, publicado no Magazine Artes, quando a galeria fez quarenta anos, e que Maria Arlete Alves da Silva, mulher de Manuel de Brito, fundador da Galeria 111, inseriu no livro comemorativo dos 50 Anos da Galeria, é hoje um quarteirão inteiro. Um quarteirão onde se “respira” arte contemporânea portuguesa e também estrangeira nas suas mais diversas linguagens, sejam pinturas, desenhos, esculturas ou instalações.

WOW: um quarteirão de experiências com o vinho a pretexto

De frente para o Porto, o WOW – World of Wine está a revolucionar a zona histórica de Vila Nova de Gaia, com um conceito de “quarteirão cultural” que surpreende pela dimensão, ousadia e diversidade de opções. O projecto...

MAAT faz seis anos e quer manter “programação de qualidade”

Inaugurado em 5 de Outubro de 2016, o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia tornou-se uma das instituições culturais mais visitadas de Lisboa. Os responsáveis descrevem-no como espaço “inclusivo”, atento às “discussões contemporâneas”. Texto: Bruno Horta | Fotografia em destaque:...

De Portugal para o Mundo

A Galeria Nuno Centeno é um ‘ex-libris’ da cidade do Porto. Situada longe do quarteirão das artes, num edifício emblemático da cidade, a Galeria é hoje um ponto incontornável da arte contemporânea. Nuno Centeno, que colecciona prémios internacionais, como...

“Achamos que temos coisas que valem a pena mostrar”

Salvato Teles de Menezes é o homem que está ao comando da Fundação D. Luís I, entidade gestora da cultura em Cascais há quase 30 anos.

“A qualidade nem sempre é percebida por todos”

A Fundação Cupertino de Miranda, sediada em Famalicão, tem um papel fundamental na região. Criada quase há 60 anos, por Arthur Cupertino de Miranda, alberga a maior colecção de surrealistas em Portugal.

“Na Culturgest continuamos à procura de inovar, de outras maneiras de contar histórias, de nos ligarmos ao público”

A meio do segundo mandato como director artístico e administrador da Culturgest, Fundação da Caixa Geral de Depósitos, Mark Deputter, 61 anos, continua a colocar a criação contemporânea no centro da missão instituição, há quase 30 anos a mudar o tecido artístico da cidade de Lisboa.

CCB: uma “Cidade Aberta” para o mundo

Um grande complexo arquitectónico e uma das maiores obras públicas do Estado Português do século XX, que tem como objectivo a divulgação da cultura nas mais variadas expressões artísticas e o acolhimento dos maiores eventos internacionais.

Artigos recentes | Recent articles

Um país na flor da idade

Nos últimos 20 anos Angola sofreu inúmeras transformações, desde a mais simples até à mais complexa. Realizou quatro eleições legislativas, participou pela primeira vez numa fase final de um campeonato do mundo, realizou o CAN e colocou um satélite em órbita.

David Cameron

David Cameron foi Primeiro-Ministro do Reino Unido entre 2010 e 2016, liderando o primeiro Governo de coligação britânico em quase 70 anos e, nas eleições gerais de 2015, formando o primeiro Governo de maioria conservadora no Reino Unido em mais de duas décadas.

Cameron chegou ao poder em 2010, num momento de crise económica e com um desafio fiscal sem precedentes. Sob a sua liderança, a economia do Reino Unido transformou-se. O défice foi reduzido em mais de dois terços, foram criadas um milhão de empresas e um número recorde de postos de trabalho, tornando-se a Grã-Bretanha a economia avançada com o crescimento mais rápido do mundo.

Conferências com chancela CV&A

Ao longo de duas décadas, a CV&A tem vindo a promover conferências de relevo e interesse nacional, com a presença de diversos ex-chefes de Estado e de Governo e dirigentes políticos de influência mundial.
- Advertisement -