Sexta-feira, Dezembro 2, 2022

Bienal de São Paulo: Livros na bagagem portuguesa

Portugal vai estar representado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo “Portugal País Convidado” 2022, entre 2 e 10 de Julho próximos, com um espaço próprio, uma iniciativa que conta com o envolvimento da AICEP.

Uma frase de Valter Hugo Mãe dá o mote para a participação portuguesa – “É urgente viver encantado”. Um mote que expressa o reencontro e a partilha entre autores de língua portuguesa e o público brasileiro.

Portugal terá um ‘stand’ de 500 m2 que inclui um auditório, uma livraria, um espaço infantojuvenil e uma zona multiusos. A jornalista e escritora Isabel Lucas é a curadora da programação de Portugal.

Os escritores, ilustradores e ‘chefs’ que integram a comitiva portuguesa estarão em diálogo com autores brasileiros, num programa que contribuirá para promover o conhecimento e o interesse pela literatura portuguesa, e também por Portugal enquanto destino literário, cultural e turístico, de acordo com uma nota da AICEP.

Antes, entre 29 de Junho e 1 de Julho, decorre a “Rodada de Negócios”, onde 10 editores portugueses convidados pela Câmara Brasileira do Livro estarão presentes.

O sector Editorial e Livreiro tem vindo a ser alvo de atenção especial da AICEP, no âmbito do apoio à promoção e internacionalização dos agentes económicos nacionais, com a implementação de acções como os “Encontros de Editores”, onde editores estrangeiros convidados a visitarem Portugal mantêm encontros com editores portugueses. Pretende-se potenciar a tradução de obras em língua portuguesa e contribuir para o aumento da visibilidade de novos autores no mercado, explica a AICEP.

Organizada pela Câmara Brasileira do Livro, a Bienal reúne as principais editoras, livrarias e distribuidoras de livros do Brasil, tendo uma programação cultural abrangente (ver caixa).

Portugal Inova

Para além de todo o envolvimento da AICEP na organização desta participação, será ainda organizada a acção “Portugal Inova”, com foco na Indústria Gráfica dos dois países, que decorrerá durante a Bienal no Pavilhão de Portugal.

O “Portugal Inova” é uma acção que tem vindo a ser organizada no Brasil pela Delegação da AICEP em São Paulo e que pretende, através de conversas interactivas, disponibilizar ao mercado brasileiro informação relacionada com a oferta portuguesa (empresas, bens e serviços), destacando a componente de inovação transversal a todos os seus sectores.

Partilhe este artigo:

- Advertisement -
- Advertisement -

Artigos recentes | Recent articles

“Sem o esforço dos privados, o Estado Português não teria conseguido fazer frente à pandemia”

Em entrevista à PRÉMIO, José Germano de Sousa, patologista clínico e presidente do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, falou-nos do seu percurso enquanto médico, passando pelo cargo de Bastonário e do crescimento da sua rede de laboratórios, que se posicionam em termos de análises na área da patologia clínica como o principal ‘player’ nacional do sector, sendo actualmente responsáveis por cerca de 15 a 16% dos testes Covid que se realizam em Portugal.

Tal&Qual: ponto final, parágrafo…

José Paulo Fernandes Fafe, Antigo jornalista, accionista maioritário da empresa proprietária do "Tal&Qual"

“Honne to Tatemae”

Sónia Ito, Arqueóloga e Professora

Mais na Prémio

More at Prémio

- Advertisement -